PDF Imprimir E-mail

PDPI / MMA - Capacitação Agro-florestal, Valorização dos Saberes Tradicionais e Melhoria na Produção de Alimentos dos Yanomami

Gerado a partir de um Termo de Cooperação celebrado entre a Secoya e o PDPI/MMA, o projeto visa beneficiar as comunidades Yanomami localizadas nos cursos dos rios Demini e Marauiá, que perfazem atualmente 1.692 indivíduos. Esses grupos familiares têm sofrido diversas interferências, algumas de ordem natural, outras provenientes do contato com a sociedade envolvente, afetando sua organização produtiva.

O projeto teve seu início em outubro de 2007 e possui duração de 32 meses, com o objetivo de superar as deficiências alimentares e o estado de desnutrição de alguns xapono. Nesta perspectiva foi formada uma equipe, composta por um indigenista e dois técnicos agrícolas, onde vêm sendo desenvolvidas diversas atividades, tais como:

  • Implantação de viveiros de mudas centrais para germinação de sementes e reprodução de mudas.
  • Semeação de espécies de curto ciclo nos roçados, através de sementes nativas "crioulas" e o plantio de mudas frutíferas perenes no entorno dos xapono e áreas " modelo pomar".
  • Cursos de capacitação agro-florestal a comissão Yanomami de forma agroecológica, através dos princípios da permacultura.
  • Produção de cartilha etnoecológica e agro-florestal contribuindo no repasse de conhecimentos técnicos aliado aos tradicionais, fortalecendo a gestão territorial.
  • Realização de levantamento produtivo "inventário" dos roçados Yanomami, entre eles; grade alimentar por metodologia genealógica, calendários de maturação de frutos nativos e introduzidos, mapeamento e plotagem das roças, identificação de culturas exploradas, etc.
  • Produção do fumo em corda, através do tabaco tradicional Yanomami, reduzindo a dependência pelo fumo industrializado e revitalizar o plantio tradicional, prática cultural entre esse grupo.
  • Produção de mel nativo com abelhas sem ferrão "melíponas", a fim de atender a demanda do mel na elaboração dos xaropes nos postos de saúde e otimizar a coleta mais próxima do xapono de forma regular.
  • Viagem de intercâmbio a projetos indígenas similares, visando à troca de experiência, proporcionando novos conhecimentos e contribuir no processo organizacional dos Yanomami por meio de uma maior articulação com o movimento indígena amazônico.

 

 

Nossos parceiros