Delegação Yanomami de Santa Isabel e Barcelos em Manaus




Uma delegação da Associação Yanomami KURIKAMA estive em Manaus-AM no período de 19 a 23 de outubro de 2020, num trabalho articulado com a Associação Serviço e Cooperação com o Povo Yanomami -Secoya para cumprir intensa agenda de articulações políticas com instituições governamentais e representes da sociedade civil organizada. A delegação foi representada por: representante da Samuel Kohito Yanomami – Coordenador Geral da Kurikama; Paulo Xamatauteri Tesoureiro da Kurikama; Reginaldo Yanomami – Conselheiro Fiscal; Hipolíto Pukimapiweteri - liderança tradicional; Vicente Ironasteri professor do Bicho-açu; Ricardo Yanomami, encarregado de produção audiovisual; Sarney Këpropëteri de Ajuricaba, rio Demeni.


Essa iniciativa se deve a enorme preocupação do povo Yanomami com a realidade atual dos xapono (aldeias circulares Yanomami) por conta da pandemia do Covid 19, do aumento dos casos de malária, da precariedade da assistência de saúde bem como do atual descaso para com a educação.


Nessa perspectiva, a delegação realizou visita a Associação de Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro – AMARN, com o objetivo de conhecer a história de 33 anos de luta na afirmação da identidade étnica, valorização da cultura e produção material indígena num ambiente urbano. A associação proporcionou aconchego, proteção, dignidade para muitas mulheres indígenas que atuavam como empregadas domésticas em condições de exploração de sua força de trabalho. A delegação Yanomami ficou impressionada com a força e a capacidade organizativa dessas mulheres bem como a nova abordagem de gênero apresentada.


Em reunião com o Secretário adjunto da Secretaria de Educação e Quailidade de Ensino do Amazonas – SEDUC – Sr. Barradas e Alcilei Neto da Gerência de Educação Escolar Indígena da SEDUC, os representantes da delegação e da Secoya (Silvio Cavuscens e João Neves) - apresentaram os seguintes problemas: ausência da estrutura física das escolas; processo Seletivo Simplificado-PSS para a contratação dos professores não adaptado à realidade; processos administrativos impõe o regime de uma escola formal; necessidade de adequação da merenda escolar regionalizada; situação de alunos desmatriculados por conta de problemas burocráticos; paralização do projeto Pirayawara; falta de material didático, necessidade de formação continuada, entre outros.


Em reunião com representantes do Fórum de Educação Escolar Indígena do Amazonas-FOREEIA e da Frente Amazônica de Mobilização da defesa FAMDDI, a delegação apresentou a realidade Yanomami e foram discutidas estratégias de fortalecimento da Kurikama e de apoio dessas frentes na luta por uma educação diferenciada, saúde diferenciada bem como no cuidado com o território num contexto de profundo desrespeito dos direitos indígenas.

Ocorreu ainda uma reunião na sede da Secoya em Manaus com as professoras Tereza Cristina e Keyla, -pesquisadoras do Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas – Universidade Federal do Amazonas UFAM com o objetivo de pesquisar a presença de mercúrio na foz dos rios Marauiá e Cauaburis sendo ambos oriundos do território Yanomami.


Além disso diversas atividades entre as equipes da Kurikama e da Secoya permitiram definir pauta de trabalho articulada e estratégias voltadas para o atendimento da atual situação emergencial do Covid 19 bem como o fortalecimento da Kurikama nos processos de gestão administrativa e financeira da associação.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Tel.: (92) 3646-2775

e-mail:  secoya.org@gmail.com

Rua Rui Barbosa, 12 - Santa Inês

Santa Isabel do Rio Negro - AM

  • Facebook Secoya
  • Youtube Secoya