Operação da PF dá prejuízo de R$ 20 mi a garimpo ilegal

Publicado em Olhar Direto | por Michael Esquer


Operação da PF dá prejuízo de R$ 20 mi a garimpo ilegal que destruiu área equivalente a 1,9 mil campos de futebol

Foto: Semcom-MT (prejuízo)


As atividades da “Operação Alfeu III” já causaram prejuízo estimado em R$ 20 milhões aos criminosos que realizam a extração ilegal de minério na Terra Indígena (TI) Sararé, localizada no município de Pontes e Lacerda (443 km de Cuiabá). A região que é alvo recorrente da prática criminosa já perdeu 1,5 mil hectáres pela prática de garimpo ilegal, o que também equivale a cerca de 1,9 mil campos de futebol.


De acordo com a PF, a atuação ocorre em conjunto entre a corporação e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e, além disso, é considerada a maior operação de repressão a crimes ambientais do estado de Mato Grosso. A Alfeu III tem o objetivo de desocupar todos os garimpos ilegais que ocupam a TI Sararé, alvo recorrente da prática criminosa. Na região, vivem indígenas do povo Nambikwara, conforme informação do Instituto Socioambiental (Isa). Na primeira fase da operação, realizada em setembro, uma pessoa foi presa em flagrante ao tentar retirar maquinário ilegal de dentro da TI. Na ocasião, os agentes encontraram 21 escavadeiras hidráulicas, das quais 19 foram destruídas e duas foram destinadas a instituições públicas. O prejuízo estimado ao crime foi de R$ 13,5 milhões. Neste domingo (17), a segunda fase da operação utilizou duas aeronaves para a autuação em outra atividade criminosa. Desta última vez, foram destruídas seis pás escavadeiras, o que causou prejuízo estimado em R$ 3 milhões. No total, considerando a destruição de outros equipamentos em ambas operações, a Alfeu III já causou prejuízo de aproximadamente R$ 20 milhões à prática criminosa da região. Ainda segundo a PF, a área destruída pelo garimpo ilegal dentro da TI Sararé equivale a aproximadamente 1,5 mil hectares, o que também equivale a aproximadamente 1,9 mil campos de futebol. Por ser um lugar onde a prática é constantemente retomada, a Alfeu III terá caráter contínuo até a completa desocupação da TI.

Posts Em Destaque
Posts Recentes